Veja última foto feita do carro que a SpaceX mandou para o espaço (literalmente)

Nessa semana a SpaceX, empresa do ramo aeroespacial fundada por Elon Musk, que também é o dono da Tesla, obteve sucesso ao lançar um novo foguete no espaço, o Flacon Heavy. Esse seria apenas mais um lançamento tradicional, se não fossem por duas características principais: a ideia de provar que é possível enviar um foguete para o espaço e fazer com que a maior parte dele volte para viagens futuras e que é possível enviar um objeto a Marte.

Para provar que isso é possível, a SpaceX resolveu colocar na ponta do foguete um carro da Tesla, o antigo Roadster, junto com um boneco vestido de astronauta no banco do motorista. Além disso também haviam algumas câmeras transmitindo imagens ao vivo para a Terra, mas que agora ficaram sem bateria, o que fez com que a empresa perdesse totalmente o contato com o carro Roadster e com o boneco Starman, como foi apelidado por Musk.

Última imagem capturada do carro Roadster e do boneco Starman

Vale notar que dessas duas missões do Falcon Heavy, apenas uma conseguiu ser cumprida. Acontece que a SpaceX realmente conseguiu fazer com que uma parte do foguete voltasse para a Terra em segurança e assim poderá reutilizar essa parte em lançamentos futuros, economizando milhões de dólares. Entretanto, por conta de um erro nos cálculos, o carro Roadster e o boneco Starman não estão indo para Marte, como era previsto.

De acordo com o que foi revelado, agora parece que Starman está dirigindo o Roadster rumo ao cinturão de asteroides, passando perto do planeta Ceres. Entretanto, também foi informado que imprevistos naturais podem mudar o curso do carro e por causa disso é possível que ele volte até mesmo para a Terra, daqui algumas centenas de anos. Outra possibilidade foi comentada por Elon Musk em uma entrevista:

Depois disso, ele vai ficar no espaço profundo por talvez milhões, ou bilhões de anos. Quem sabe? Talvez ele seja descoberto por uma raça alienígena que vai pensar ‘o que eles estavam fazendo? Será que eles veneravam esse carro?’

E a NASA?

Além de todo o ocorrido, também foi divulgado que a NASA – Agência Espacial do governo dos Estados Unidos – colocou o carro Roadster no banco de dados do programa Horizon como um objeto celestial. Dessa forma, a companhia deverá passar a observar o rumo do carro para identificar o seu destino.