No evento marcado para a madrugada desta sexta-feira (17/11) em Hawthorne, na Califórnia, a Tesla apresentou o Semic, um caminhão elétrico que pode rodar até 805 km por carga. Mas além deste anúncio, que já era esperado, Elon Musk preparou uma surpresa que acabou roubando a cena, e também foi um retorno às origens – a segunda geração do Roadster.

Este é um veículo comercial que promete ser o mais rápido do mundo, com a capacidade de ir do zero a 100 km/h em apenas 1,9 segundo. A velocidade máxima? Não é uma informação concreta, mas Musk sugere que essa belezinha poderá superar a marca dos 400 km/h.

Atualmente, o recorde de velocidade pertence ao Agera RS, da empresa sueca Koenigsegg, capaz de chegar aos 447 km/h. De acordo com o The Verge, a promessa da Tesla é que o novo Roadster seja um “golpe” em carros tradicionais baseados em combustível.

O objetivo disso é dar um golpe nos carros a gasolina.

“Será mais rápido do que aquele jato lá”, Musk brincou, enquanto um avião subia acima do público na fábrica da Tesla. Ele também disse que o Roadster tem uma bateria de 200kWh e um alcance de 620 milhas por carga, ou mais de 1.000 quilômetros. E provocou: imagine dirigir de Los Angeles para San Francisco e voltar, sem recarregar.

Este é um curioso passo que remete ao pioneiro da Tesla, o Roadster 2008, que era capaz de andar 350 km com um único carregamento das suas baterias e acelerava de 0–100 km/h em 3,9 segundos. Ele foi descontinuado em 2011, para dar lugar aos veículos Model S, X e 3.

Veja o video: