O mercado de Bitcoins vem chamando cada vez mais atenção conforme seu valor cresce, demonstrando que o campo das criptomoedas pode ser muito mais lucrativo do que muita gente imaginava há alguns anos quando as primeiras versões começaram a circular.

Ainda que seja bastante volátil, figurando assim como um investimento de alto risco, temos visto uma grande procura por informações a respeito das formas de se investir em Bitcoins, então resolvemos fazer um compilado com tudo o que você precisa saber caso realmente deseje começar no ramo das criptomoedas.

Antes de seguirmos, vale dar uma passada em uma matéria especial sobre as perspectivas para o futuro do Bitcoin feito pelo site Tudo Celular, onde você poderá encontrar várias informações úteis para decidir se este é realmente um caminho que deseja percorrer, além de poder conhecer melhor os prós e contras do investimento.

Como criar uma carteira

Não faz muito sentido ter dinheiro e não ter onde guardar, não é mesmo? Então antes de pensar em investir em Bitcoins é preciso ter uma carteira onde as criptomoedas serão depositadas. Acessando o site oficial da Bitcoin Foundation você tem acesso a links para carteiras disponíveis nas mais variadas plataformas, sendo possível encontrar as versões para Android e iOS no card abaixo.

Existem ainda várias outras carteiras virtuais desenvolvidas por terceiros, mas daremos preferência aqui para a “oficial”. O funcionamento dela é basicamente como de qualquer aplicativo de carteira, bastando criar seu cadastro com os dados solicitados para que fique pronto para comprar Bitcoins de maneira prática e segura, além de armazenar a quantia desejada, enviar Bitcoins e muito mais.

Bitcoin Wallet

Desenvolvedor: Bitcoin.com

Preço: grátis

Tamanho: 38MB

Como comprar Bitcoins

Existem duas principais maneiras de comprar Bitcoins. A primeira delas é ir direto até o site da Bitcoin Foundation, realizar o cadastro com o cartão de crédito desejado (necessário um cartão internacional), inserir a quantia em Bitcoins que quer comprar e começar a procurar por possíveis vendedores. Aqui, será necessário acompanhar a cotação em dólar e realizar a conversão, além do fato do site ser totalmente em inglês, o que pode atrapalhar algumas pessoas.

A alternativa é ir até uma “casa de câmbio” como a Firebit, onde temos a cotação em reais atualizada periodicamente com base nas ofertas de usuários para compra e venda, tudo em português do Brasil com suporte especial para os consumidores tupiniquins. Os valores ficam disponíveis no livro de ofertas, sendo o site responsável por intermediar esta relação entre quem compra e quem vende a criptomoeda para tornar tudo ainda mais seguro.

Como usar Bitcoins

Agora que você já sabe como comprar e armazenar seus Bitcoins, resta saber o que fazer com eles, não é mesmo? Um dos principais motivos que levou muita gente a desacreditar a criptomoeda em seu início foi o fato do Bitcoin poder ser usado quase que exclusivamente para compras online em sites muito específicos, porém isto já ficou no passado e hoje em dia existem até padarias, lanchonetes, mercados e muito mais que aceitam Bitcoin como meio de pagamento.

Obviamente que no Brasil não temos um número tão grande de estabelecimentos físicos que aceitam a criptomoeda como nos Estados Unidos e em outros países que adotaram o Bitcoin há mais tempo, porém isto vem mudando gradualmente e já é possível encontrar algumas opções bacanas principalmente nas capitais, restando a quem mora mais afastado dos grandes centros recorrer a lojas online até que isso mude.

Outra opção que pode servir tanto como entretenimento quanto como investimento é o uso de Bitcoins em jogos online, existindo até mesmo um portal oficial com os chamados “jogos de azar” para quem não tem medo de arriscar. Nele, você pode apostar Bitcoins em poker, roleta, blackjack (conhecido no Brasil como 21) e muito mais, além de existirem outros portais alternativos com gêneros diferentes de jogos.

E aí, sobrou alguma dúvida sobre o mundo dos Bitcoins que gostaria que respondêssemos? Deixa seu comentário aí embaixo!

Aviso: Este é um publieditorial para fins informativos. Seu conteúdo não constitui em conselho de investimento. A Fatos Ocultos não é responsável por qualquer conteúdo, produtos ou serviços mencionados.