As coisas parecem não estar “nada boas” para a Electronic Arts. Após as polêmicas envolvendo o sistema de microtransações do Star Wars Battlefront II, que conseguiu a façanha de conquistar nota 0.8 do público no Metacritic, a EA está começando a mudar a estratégia quanto a seus jogos.

Em Need for Speed: Payback, a EA prometeu através do Reddit uma série de alterações para melhorar a progressão do jogo, e diminuir a quantidade de microtransações necessárias para progredir. Basicamente, os jogadores irão receber mais dinheiro e pontuação ao correr, e o mesmo vale para terminar a corrida sem alcançar o primeiro lugar, ou competir contra outros pilotos.

Ajustes na quantidade e qualidade das peças disponíveis também foram prometidas, já que o tuning é uma das maiores polêmicas quanto ao game, pois é necessário constantemente o uso de peças novas.

O jogo está disponível para PC, PS4 e Xbox One desde o último dia 10 de novembro. Trazendo o maior ampa já visto na famosa franquia, o game também surpreendeu pela versão de PC não ocupar tanto espaço quanto esperado: apenas 17,8 GB. Para efeito de comparação, o Forza 7 existe 100 GB enquanto o Gran Turismo Sport exige 50 GB.

Especificações Mínimas
  • Sistema Operacional: Windows 7 64-bits ou mais recente
  • Processador: Intel i3 6300 @ 3.8GHz
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 30 GB
  • GPU: NVIDIA GeForce GTX 750 Ti ou GTX 1050 ou equivalente
  • DirectX 11
  • Controle com dois análogos
  • Conexão online: 192 KBPS ou mais rápida
Especificações recomendadas
  • Sistema Operacional: Windows 10 64-Bits ou mais recente
  • Processador: Intel i5 4690K @ 3.5GHz
  • Memória RAM: 8GB
  • Armazenamento: 30 GB
  • GPU: NVIDIA GeForce GTX 1060 ou equivalente
  • DirectX 11
  • Controle com dois análogos
  • Conexão online: 512 KBPS ou mais rápida