Microsoft desenvolve Inteligência Artificial que ajuda cientistas a fazer edição genética

A maioria de nós, Fatos Usuários acompanha o mundo da tecnologia, e sabe que a Inteligência Artificial vai dominar o mundo em um futuro não muito distante! A própria empresa do filantropo Bill Gates desenvolveu um sistema que mapeia todo o sistema imunológico, mas a novidade de hoje vai para os cientistas.

A Microsoft desenvolveu a ferramenta Elevation para auxiliar na precisão dos cientistas na hora de identificar os genes a serem editados com uma outra ferramenta: CRISPR.

Para isso, o Elevation utiliza inteligência artificial, já que o CRISPR em si tem a limitação de não ser tão preciso para os cientistas, podendo colocar em risco alguma função do corpo de um paciente ao fazer uma alteração genética. Ou seja, se o cientista quiser alterar um gene para curá-lo de uma doença, com o CRISPR sozinho ele pode acabar curando-o, mas comprometendo outra função.

Com o Elevation, as chances disso acontecer são bem minimizadas, já que a máquina faz um cálculo de probabilidade sobre os efeitos colaterais indesejados da edição genética. Para isso, basta o cientista colocar o sistema de inteligência artificial desenvolvido pela Microsoft no CRISPR.

Outra vantagem é que a plataforma também sugere mudanças de programação e apresenta novas estratégias testadas e aprovadas por outros cientistas. De quebra, o Elevation é 100% gratuito, tornando-o ainda mais atraente aos profissionais da área.

Redator Autor