As naves espaciais Voyager 1 and 2, lançadas em 1997, são agora os mais distantes objetos sintéticos da Terra. Para chegar até mesmo perto de outra estrela, as naves podem levar dezenas de milhares de anos. Enquanto viajam, ambas carregam mensagens para caso sejam encontradas por algum alienígena – por mais improvável que isso seja.

O “golden record“, ou Disco de Ouro, a bordo de casa nave contém informações básicas sobre nosso conhecimento de ciência, com diagramas mostrando nossa compreensão do átomo e nossa posição de acordo com 14 pulsares. O Disco também possui instruções de como acessar os registros por um dispositivo a bordo e isso dará, a quem encontrar a nave, um vislumbre da terra.

spacecraft

São 116 imagens que ilustram como a vida na Terra é, e o canal VOX colocou todas essas imagens juntas em um vídeo que mostra nossa “mensagem aos alienígenas”. As imagens incluem diagramas da anatomia humana e vistas de nossos ambientes terrestres. Vinte das imagens são coloridas e o resto é em preto e branco.

Nos registros também é possível ouvir saudações em mais de 50 idiomas, sons terrestres, 90 minutos de música e uma mensagem do presidente dos Estados Unidos da época, Jimmy Carter.

“Esse é um presente de um pequeno planeta distante, um símbolo de nossos sons, nossa ciência, nossas imagens, nossa música, nossos pensamentos e nossos sentimentos”, a mensagem diz. “Esperamos que um dia, resolvidos os problemas que temos, participar de uma comunidade de civilizações galácticas”.

As duas naves, Voyager 1 e 2, continuam a se comunicar com a Terra; enquanto a primeira já saiu oficialmetne do Sistema Solar, o último ainda levará alguns anos para isso. Mas, como mencionado, ainda vai demorar um longo tempo até que eles se aproximem de qualquer outra estrela. Voyager 1 vai chegar a 1,7 anos luz de uma estrela na constelação da Ursa Menor, em 40 mil anos; enquanto Voyager 2 vai se aproximar em 1,7 anos de uma estrela na constelação de Andrômeda, em torno do mesmo tempo.

Ambas ficarão sem energia na década de 2020, então eles já estarão mortos a essa altura, mas as mensagens da nossa civilização permanecerão.

Veja o vídeo aqui.

Fonte: iflscience