Marte já foi planeta perfeito para abrigar vida: 5 características descobertas apontam

O debate sobre as possibilidades de vida em Marte está longe de chegar a uma conclusão, mas o que já se sabe hoje é que diversas características descobertas sobre o planeta vermelho indicam que ele já foi perfeito para abrigar vida. Confira algumas delas:

Vida em Marte: por que é possível acreditar no fato

Com aproximadamente 150 km de diâmetro, a Cratera Gale, em Marte, no passado era um grande lago de água doce, fresca e azul. Mas, ele há muito tempo desapareceu, dando lugar a um imenso sedimento que contém pistas sobre quando o planeta vermelho poderia ter abrigado vida.

marte 400x800 0817

O lago da Cratera Gale teria, segundo análises, fornecido uma variedade de nichos ecológicos que permitiram a sobrevivência de micróbios parecidos com o que encontramos na Terra. Havia partes rasas com muito oxigênio dissolvido, partes mais profundas, sem oxigênio, enfim, um ambiente propício para vida microbiana.

Apesar de não ser cristalina como na Terra, a água encontrada por pesquisadores em Marte é salgada e mistura magnésio e sódio, o que faz com que ela não congele facilmente e possa indicar vida no planeta.

marte frente terra 0417 400x800

Batizado de ALH 84001, um pedaço de rocha de 2Kg que se chocou com a Terra e foi encontrado na Antártida, em 1984, pode ser outro sinal de que vida existiu em Marte. O meteorito marciano apresenta elementos que se assemelham a fósseis de micro-organismos semelhantes àqueles que foram a primeira expressão da vida na Terra.

Em Marte, os gases encontrados eram o hidrogênio, oxigênio e o dióxido de carbono, elementos bastante semelhantes aos gases que compõem a atmosfera da Terra. O fato faz com que cientistas acreditem que o planeta já foi, de fato, uma zona habitável, ou seja, com a presença de oceanos e possibilidades de abrigar vida.