“Eu pago a passagem”: Diz Stephen Hawking ao mandar quem não acredita no Efeito Estufa a Vênus

Aquecimento global é um tema antigo, mas que se tornou controverso nos últimos anos, graças àqueles que apoiam a teoria de que o fenômeno é uma mentira. Mesmo após a NASA registrar um dado em dezembro constatando que 2017 foi o segundo ano mais quente registrado na história, ficando atrás somente de 2016.

Mas a diferença de hoje em relação há alguns anos é que agora alguns céticos e negadores estão em posição de poder e influência – como é o caso do presidente dos Estados Unidos, que fez com que sua nação fosse a única a rejeitar o Acordo de Paris.

Stephen Hawking, no entanto, não tem muito interesse em discutir com os céticos que ignoram as pesquisas científicas. Ele prefere mandá-los para Vênus.

No segundo episódio da série “Stephen Hawking’s Favorite Places”, o famoso físico que completa 76 anos usa Vênus como exemplo que você pode dar sobre um planeta que deu errado.

“Vênus é como a Terra de muitas maneiras”, afirmou. “Ela é quase do mesmo tamanho que a Terra, um pouco mais perto do sol. Ela tem uma atmosfera”. Então ele voa até o planeta – claro, graças a um pouco de CGI.

Ele atravessa as nuvens de ácido sulfúrico, e descobre que a pressão sobre Vênus é cerca de 90 vezes a da Terra. “Suficiente para esmagar um submarino”, disse ele. A temperatura é de nada agradáveis 200 graus. Você certamente não quer passar as férias por lá.

Então, ele afirma que é isto o que acontece quando os gases de efeito estufa estão fora de controle. E é isso, afirma, que ele teme acontecer com o nosso planeta. Um estudo da NASA sugere que há cerca de 4,5 bilhões de anos, havia água em Vênus. Mas, à medida que o planeta aqueceu, houve mais vapor na atmosfera. Mais calor ficou preso e esse ciclo continuou até que os oceanos evaporaram.

Por isso, o irreverente Hawking afirma que você pode enviar aqueles que negam a ciência a Vênus.

Da próxima vez que você encontrar um negador da mudança climática, diga-lhes para fazer uma viagem a Vênus, eu pagarei a passagem.

Redator Autor