Criador de Counter-Strike é preso acusado de pedofilia

De acordo com uma apuração feita pelo site KIRO, o co-criador de Counter-Strike, Jess Cliffe, foi preso em Seattle por “exploração sexual de um menor de idade”. Até o momento não há muitas informações além desta, mas já foi divulgado que a polícia não aceitou fiança, e que ele está preso em King County.

Já a Valve, onde Cliffe era empregado, suspendeu o contrato dele até que a investigação se conclua. Em nota, eles disseram que “ainda estão descobrindo os detalhes do caso. Como fazemos normalmente com qualquer empregado acusado de crimes, Cliffe está suspenso até sabermos mais”.

Jess Cliffe ficou mundialmente famoso por ter feito a modificação de Half-Life que eventualmente se tornou um jogo independente, Counter-Strike. Mais recentemente, ele esteve envolvido no projeto Combat Squad para iOS e Android, considerando um CS “mobile”.

O caso dele lembra o de Michael Jackson que foi acusado de pedofilia e foi “massacrado” pela mídia do mundo inteiro, sendo que ele foi inocentado no caso de 2003 pela tribunal norte-americano, e depois de sua morte o pivô da acusação de 1993 disse que foi obrigado pelo pai a acusar falsamente o cantor para conseguir dinheiro. No entanto, como Cliffe está preso, supõe-se que ele tenha sido pego em flagrante.