Bomba! Satélite ultrassecreto foi destruído

Dia 07 de janeiro de 2018, logo após o lançamento no Cabo Canaveral, Flórida, não houve comunicado oficial da SpaceX sobre o sucesso ou não da missão do foguete Falcon 9, que levava o misterioso satélite para ser posicionado em órbita baixa.

O foguete não explodiu no lançamento visto ao vivo por milhares de pessoas, e o primeiro estágio conseguiu pousar com sucesso enquanto o segundo levava sua valiosa carga. No entanto, não houve sucesso no segundo estágio e o satélite não foi destacado para seguir sua órbita. Aparentemente, o Zuma foi destruído e caiu no mar.

Representante da SpaceX faz breve comentário

“…no momento, os dados indicam que o Falcon 9 não conseguiu cumprir sua missão formalmente”.

Foi o que disse James Gleeson, representante da empresa de Elon Musk (também fundador da Tesla Motors, fabricante de carros elétricos de luxo que planeja levar cem pessoas em uma missão a Marte), logo após dizer que não comentava as missões desse tipo.

Essa foi a segunda vez que a SpaceX lançou uma missão secreta para o governo norte-americano. Em maio de 2017, o próprio Falcon 9 realizou um lançamento também classificado como secreto.

Perda total

Advogados das partes interessadas foram informados na segunda-feira (08/01/2018) que houve “perda total” do satélite Zuma, fabricado pela Northrop Grumman e lançado pelo foguete Falcon 9, da SpaceX. Foi aberta uma investigação formal, sem haver qualquer menção a sabotagem ou qualquer interferência externa.

Adiamentos anteriores da missão do satélite Zuma, que havia sido marcada para novembro do ano passado, mas foi suspensa devido a diversos problemas, são fortes indícios de que o problema foi realmente técnico.

Missão secreta para comunicar-se com ‘grupo desconhecido’

Até então, pouco que se sabia da missão do satélite ultrassecreto era o nome Zuma. que foi construído para uma agência governamental não revelada e que seria para comunicação com um ‘’grupo desconhecido’’. Seu emblema também suscitou especulações, inclusive de possíveis ligações com o misterioso satélite Cavaleiro Negro.

Detectado antes mesmo do ser humano lançar o primeiro satélite em órbita, o Sputnik, o Cavaleiro Negro teria mais de 10.000 anos segundo interpretações de mensagens que envia repetidamente. De qualquer forma, sabe-se agora que o Cavaleiro Negro não recebeu o Zuma.

Mistério só aumenta

Mesmo quem esteja tendo os primeiros contatos com assuntos ufológicos, já nas primeiras semanas, ou dias, sabe pouco sobre o satélite Cavaleiro Negro. Seu mistério é um dos maiores no assunto e as conexões especuladas sobre a missão do Zuma com ele só aumentam depois do satélite lançado e destruído.

Para uma missão envolta em segredos, o Zuma fez um barulhão.